sábado, 29 de maio de 2010

@ GRANDES ESTADIOS DE FUTEBOL(COPA 2010)

Loftus Versveld stadium in Pretoria

Inauguração: 1903 (REFORMA 2009)
Capacidade total: 50.000 pessoas
Sede: Pretoria
Pais: Africa do Sul
Apesar de já ser centenário, o Loftus cai no gosto de muitos admiradores de estádios por combinar o charme de seu visual antigo com a comodidade das arenas modernas. Os torcedores que assistirem aos jogos na praça terão uma visibilidade perfeita devido à proximidade das arquibancadas com o campo. A sua cara antiga fica mais exposta do lado de fora, pois possui uma fachada de tijolos artesanais e quatro torres de iluminações externas, algo raro nas novas arenas.
Bisavó dos estádios utilizados em Mundiais, o charmoso Loftus Versfeld entra para os almanaques da competição como a arena mais velha a ser usada numa Copa. O 'ancião' de Pretoria estará com 107 anos de existência quando Sérvia e Gana entrarem em campo. Superando assim a marca do parisiense Parque dos Príncipes, que tinha 101 anos na Copa da França, em 1998. A primeira grande reforma no local foi em 1948, depois disso passou por várias reestruturações

@ REPORTER DA COPA


AFRICA 2010
KAKA E A ESPERANÇA DE BOM FUTEBOL
Após uma atividade física dentro do Hotel Fairway, na quinta-feira, 27, a Seleção Brasileira conheceu nesta sexta-feira, 28, o campo de treinos que será utilizado na preparação da equipe na África do Sul. A primeira atividade na terra da Copa do Munco começou às 9h local (4h de Brasília). Todos os atletas foram ao gramado, inclusive Kaká e Luís Fabiano.
O campo, em boas condições, pertence à escola de ensino médio Hoerskool Randburg, localizada a cerca de quatro quilômetros do hotel onde a Seleção está hospedada. Os alunos da escola, em período de provas, tornam o lugar tranquilo para a equipe de Dunga. Apenas a imprensa teve acesso à primeira atividade em Joanesburgo. Alguns curiosos, como funcionários e alunos, viram o treino sem problemas.
Depois do tradicional bobinho, os jogadores foram divididos em dois grupos e fizeram um trabalho técnico. Na sequência, o grupo voltou a trabalhar junto, em mais um longo treino técnico. A atividade total durou pouco mais de duas horas. Os três goleiros fizeram um trabalho específico à parte.
A Seleção irá trabalhar em dois períodos nesta sexta-feira. No intervalo, haverá entrevistas coletivas no Hotel Fairway.

@ CLASSICOS DO BRASIL E DO MUNDO

BARCELONA X REAL MADRID
Estatísticas gerais em partidas oficiais
Número de partidas: 207
Vitórias do FC Barcelona: 79
Vitórias do Real Madrid CF: 85
Empates: 43

A HISTORIA
primeira partida entre FC Barcelona e Real Madrid CF, foi disputada no dia 13 de Maio de 1902 pelas semi-finais da antiga Copa de la Coronación, precedente da atual Copa do Rei e o Barcelona venceu este jogo por 3 a 1.
Luis Enrique, dos jogadores que passaram pelos dois clubes, foi quem mais jogou clássicos, com 22 partidas, sendo treze com a camisa do Barcelona e nove com a do Real Madrid. Ao todo, trinta e três futebolistas jogaram nos rivais, sendo vinte e dois deles após a "traição" de Di Stéfano, que a amplificou. Destes 22, onze em transferências diretas

OS QUATROS MAIORES CONFRONTOS DA HISTORIA
Real Madrid 2 x 6 Barcelona - 2009
O Real Madrid tentava se aproximar do Barcelona na liderança do Campeonato Espanhol, e uma vitória em casa sobre os arquirrivais reduziria a diferença para um ponto ao final da 34ª rodada. Mas o time azul-grená humilhou os adversários: fez seis gols no Santiago Bernabéu, com dois de Thierry Henry, outros dois de Lionel Messi, um de Carles Puyol e um de Gerard Piqué. O placar praticamente definiu a Liga, uma vez que os catalães abriram sete pontos de frente, restando quatro jogos para o fim da competição.
Real Madrid 0 x 3 Barcelona - 2005
Ronaldinho Gaúcho atravessava uma das melhores e mais inspiradas fases de sua carreira no primeiro turno do Espanhol de 2005/06 e comprovou tal momento na casa do Real Madrid. O camisa 10 fez dois gols e viu a torcida adversária em Madri se render ao seu talento: os fãs merengues ficaram de pé e aplaudiram o brasileiro ex-Grêmio. Semanas depois do clássico, Ronaldinho venceu a eleição de melhor jogador do mundo de acordo com a Fifa pela 2ª - e por enquanto última - vez, repetindo o prêmio de 2004.
Barcelona 0 x 2 Real Madrid - 2002
Com gols de Zinedine Zidane e Steve McManaman em abril de 2002, o Real Madrid venceu o Barça no Camp Nou pela primeira vez em 19 anos e, além disso, saiu na frente no confronto das semifinais da Liga dos Campeões. O triunfo por dois gols na Catalunha foi crucial para os Merengues, que na volta, em casa, asseguraram vaga na decisão com um simples empate. Depois do triunfo, o time então dirigido pelo técnico Vicente del Bosque se sagrou campeão europeu ao vencer o Bayer Leverkusen.
Barcelona 0 x 0 Real Madrid - 2002
Os catalães não perdoaram Luís Figo por se transferir para o Real Madrid em 2000, mas a ira dos grenás da Catalunha ficou evidente em um clássico no dois anos depois, em novembro de 2002. No empate sem gols pelo Espanhol daquele ano, sempre que o português chegava próximo das arquibancadas para cobrar laterais ou escanteios, recebia uma 'chuva' de objetos. Garrafas, telefones celulares e até uma cabeça de porco foram jogados no gramado pela torcida do Barcelona durante toda a partida.

sábado, 22 de maio de 2010

@ ESPECIAL

A TRIPLICE COROA E ITALIANA
O terceiro título da Inter – venceu também em 1963/1964 e 1964/1965 – encerra um jejum de 45 anos no principal torneio interclubes europeu. Além do troféu continental, os italianos garantem vaga no Mundial de Clubes da Fifa, que será disputado no fim deste ano em Dubai (Emirados Árabes).
A campanha da Inter rumo ao título começou com o segundo lugar do grupo F, com duas vitórias, três empates e uma derrota. Nas oitavas de final, os italianos eliminaram o Chelsea com triunfos por 2 a 1, em Milão, e 1 a 0, em Londres. Nas quartas, o adversário foi o CSKA Moscow, superado duas vezes pelo placar mínimo. Na semifinal, o resultado agregado da vitória por 3 a 1, em casa, e o revés por 1 a 0, fora, foram suficientes para despachar o favorito Barcelona.
A quarta final da Liga dos Campeões disputada no Santiago Bernabéu começou pontualmente às 15h45 (horário de Brasília). Com a possibilidade de tríplice coroa, as duas equipes adotaram uma postura cautelosa no início da partida. O Bayern de Munique esboçava um domínio, mas a Inter foi para o intervalo em vantagem após encaixar um belo contra-ataque.
Nos 30min iniciais, nenhuma das duas equipes criou uma grande jogada de perigo. Com mais posse de bola, o Bayern viu suas principais jogadas serem criadas dos pés de Arjen Robben. A Inter apostava em seu poderio defensivo para segurar o holandês, Olic e Müller.
O meio-de-campo estava congestionado. Então, Robben tentou jogada pela direita, foi ao fundo, mas Müller desperdiçou na primeira jogada de perigo da partida, aos 10min. Mais equilibrado no jogo, o Bayern tentou furar o bloqueio rival com jogadas aéreas. Em uma delas, os jogadores do time alemão pediram toque de mão do brasileiro Maicon não marcado pela arbitragem.
A Internazionale tentou responder em duas cobranças de falta de Sneijder, ambas defendidas por Butt. Em momento de fragilidade da defesa italiana, Olic e Müller fizeram boa jogada, mas Robben finalizou mal. Aos 34min do primeiro tempo, os comandados de José Mourinho abriram o placar.
Após recuo de bola, o goleiro brasileiro Júlio César despachou, Milito escorou de cabeça para Sneijder. Líder em assistências na Liga dos Campeões, o holandês devolveu para o argentino, que tocou na saída de Butt para marcar.
Aos 43min, Milito fez boa jogada pela esquerda e retribuiu o passe do gol para Sneijder. O holandês bateu de primeira, mas o goleiro alemão salvou. Já nos acréscimos, Van Bommel tentou o empate, mas a bola passou a direita da meta de Júlio César e a Inter segurou o 1 a 0 no primeiro tempo.
Em desvantagem, o Bayern tentou sufocar desde o início da etapa final. Logo no primeiro minuto, Müller obrigou Júlio César a fazer importante defesa. O goleiro brasileiro, aliás, demonstrou a segurança habitual e foi fundamental na conquista do título.
A Inter respondeu na sequência novamente com Milito. O argentino invadiu a área adversária pela esquerda e cruzou para trás para arremate de Pandev e bela intervenção de Butt. Aos 9min, o Bayern desperdiçou nova chance de empate. Em jogada atrapalhada dos brasileiros Lúcio e Maicon, a bola sobrou para Altintop, que chutou para fora.
O Bayern tentou ampliar a pressão, mas parava na defesa compacta da Inter ou em Júlio César. Aos 18min, Müller aproveitou sobra em cobrança de falta, mas Cambiasso tirou de cabeça e impediu a igualdade. Aos 25min, Milito definiu a partida. O argentino recebeu de Eto'o, arrancou, driblou Van Buyten para marcar seu sexto gol na Liga dos Campeões.

BAYERN DE MUNIQUE 0 X 2 INTERNAZIONALE

Bayern de Munique
Butt; Lahm, Van Buyten, Demichelis, Badstuber; Robben, Van Bommel, Schweinsteiger, Altintop (Klose); Olic (Gómez) e Müller
Técnico: Louis van Gaal
Internazionale
Júlio César; Maicon, Samuel, Lúcio, Chivu (Stankovic); Zanetti, Cambiasso, Sneijder; Eto’o, Milito (Materazzi) e Pandev (Muntari)
Técnico: José Mourinho

Data: 22/05/2010, sábado
Local: estádio Santiago Bernabéu, em Madri (Espanha)
Árbitro: Howard Webb (ING)
Auxiliares: Michael Mullarkey e Darren Cann
Cartões amarelos: Demichelis e Van Bommel (Bayern); Chivu (Inter)
Gols: Milito aos 34min do primeiro tempo e aos 25min do segundo tempo

@ VIDEOS (Futebol Arte)

Brasil x Uruguai (Copa de 1970)

video

Realmente devia ser muito emocionante narrar um jogo com Pele em campo. Quando o Rei pega na bola o narrador Mexicano vibra mais que na hora do gol, muito legal

@ CLUBES DO MUNDO

CHIVAS GUADALAJARA

Nome Club Deportivo Guadalajara
Alcunhas Chivas , O Rebanho Sagrado
Fundação 1906
Estádio Estádio Jalisco
Estádio Chivas (previsto para 2009)
Capacidade 56.713 pessoas
45.500 pessoas (capacidade prevista para o Estádio Chivas)
Presidente Jorge Vergara


O Guadalajara joga na Primera División de México, é a equipe mais popular do país e um dos mais bem sucedidos times do México. O nome Chivas é devido a um cabrito montês bastante comum no México e que é conhecido por ser muito arisco e selvagem. Os torcedores e adeptos do Chivas Guadalajara imediatamente o adotaram como mascote. Seu principal rival é o América, também com grande torcida, e seus encontros são considerados os grandes clássicos do país. Em 2009, conquistou a InterLiga.

Copa Libertadores da América
Na Copa Libertadores da América, foi por três vezes semi-finalista da competição, em 2005, 2006 e 2010. Terminou 2005 e 2006 em 4º lugar.

Títulos
Internacionais
Liga dos Campeões da CONCACAF: 1 vez (1962).
Campeões da América Central: 2 vezes (1959 e 1962).
Nacionais
Era Profissional
Campeonato Mexicano de Futebol: 11 vezes (1956/57, 1958/59, 1959/60, 1960/61, 1961/62,1963/64, 1964/65, 1969/70, 1986/87, Verano 1997 e Apertura 2006).
Copa do México: 2 vezes (1963 e 1970).
Campeón de Campeones: 7 vezes (1956/57, 1958/59, 1959/60, 1960/61, 1963/64, 1964/65 e 1969/70).
InterLiga: 1 vez (2009).
Copa Challenger: 1 vez (1961).
Copa Oro de Occidente: 4 vezes (1954, 1955, 1956 e 1960).
Campanhas de destaque
Copa Libertadores da América: 4º lugar - 2005, 2006
Copa dos Campeões da CONCACAF: 2º lugar - 1963, 2007
Copa Sul-Americana: 4º lugar - 2008
Copa Merconorte: 3º lugar - 2000
InterLiga: 2º lugar - 2005, 2006

@ CRAQUES DE HOJE

C. RONALDO
Nome completo Cristiano Ronaldo dos Santos Aveiro
Data de nasc. 5 de Fevereiro de 1985 (25 anos)
Local de nasc. Funchal, Portugal
Nacionalidade Portugal
Altura 1,86 m
Peso 84 kg
Pé Direito
Apelido Ronny, CR7, CR9


O início
Aos oito anos de idade jogou nas categorias de base do Andorinha. Em 1995, Cristiano Ronaldo assinou com um clube local o Nacional, após dois anos nas categorias de base do Nacional foi jogar nas categorias de base do Sporting devido a uma dívida do Nacional para com o Sporting, de 450 mil escudos.[9]

Sporting
Cristiano Ronaldo juntou-se aos outros jovens jogadores do Sporting e conseguiu tornar-se no único jogador a ter jogado no Sporting Sub-16, Sub-17, Sub-18, B, e na equipa principal, tudo numa só temporada.[10] Ele marcou dois golos para o Sporting em sua estreia na equipa principal contra o Moreirense, defendeu pela primera vez Portugal no Campeonato Europeu Sub-17.
Quando Cristiano Ronaldo tinha quinze anos, foi-lhe diagnosticado um problema no coração, uma condição que poderia tê-lo forçado a desistir de jogar futebol. O Sporting informou a mãe de Cristiano Ronaldo do problema, a qual, ciente dos riscos, lhe deu autorização para ir ao hospital. Aí, foi submetido a uma operação na qual a área do coração que lhe estava a causar o problema foi cauterizada a laser. A cirurgia foi realizada no período da manhã e Cristiano Ronaldo recebeu alta do hospital até ao final da tarde, ao que retomou a equipa apenas alguns dias depois.
Cristiano Ronaldo foi procurado primeiro pelo Arsenal, mas o técnico Arséne Wenger, não chegou a acordo com a direcção do Sporting .[13] No entanto, chamou à atenção de Sir Alex Ferguson técnico e dirigente do Manchester United, no verão de 2003, quando o Sporting derrotou o United por 3-1 na inauguração do estádio Alvalade XXI, em Lisboa. O desempenho de Cristiano Ronaldo impressionou até os jogadores do Manchester United, que no voo de volta a Inglaterra, teriam pedido a Sir Alex Ferguson a sua contratação para substituir David Beckham, que havia se transferido para o Real Madrid.

Manchester United
Cristiano Ronaldo jogando pelo Manchester United contra o Chelsea.O Manchester United contratou-o em 2003, por 17,35 milhões de euros,[15] e renovou o vínculo no dia 13 de Abril de 2007 até 2012.[16]
Mesmo jovem ganhou no Manchester United vários títulos invejáveis para qualquer jogador, como a Premier League 2006-07, a Premier League 2007-08 e a Premier League 2008-09, a Liga dos Campeões 2007-2008, o Campeonato Mundial de Clubes da FIFA 2008, além de uma Taça de Inglaterra, duas Taças da Liga Inglesa e duas Taças de Inglaterra. Em 2008, o extremo português Cristiano Ronaldo tornou-se o segundo jogador a conquistar, na mesma temporada, o prémio de Melhor Jogador do Mundo da FIFA, a Chuteira de Ouro e a Bola de Ouro, da revista "France Football", um feito só realizado pelo avançado brasileiro Ronaldo, em 1997.

Real Madrid
Depois de muitas especulações, o Real Madrid chegou a acordo com o Manchester United para a transferência do melhor jogador do mundo em 2009, pela quantia anunciada de 94 milhões de euros a 11 de Junho de 2009.[20] O jogador tornou-se, deste modo, a maior e a mais cara contratação da história do futebol mundial até o momento, superando os valores da contratação de Zinédine Zidane, também para o Real Madrid.
A sua contratação foi a segunda a ser anunciada pelo Real Madrid para a disputa da temporada 2009/2010, a primeira havia sido de outra estrela do futebol mundial,o brasileiro Kaká. Especialistas da área logo começaram a discutir duas polémicas,a primeira delas: como seria o relacionamento de tantos craques e se o excesso de vaidade não poderia atrapalhar assim como aconteceu na primeira fase galáctica do Real Madrid, que contava com craques como: Ronaldo, Raul, Zidane, Roberto Carlos, Figo, David Beckham, entre outros. A segunda delas e a mais polémica era se realmente um jogador de futebol valia tanto dinheiro. À equipa ainda foram adicionados outros grandes nomes como o espanhol Xabi Alonso que actuava pelo Liverpool F.C. da Inglaterra e o jovem avançado francês Karim Benzema que jogava no Olympique Lyonnais.

Títulos
Sporting

Campeonato Português: 2001-02
Taça de Portugal: 2001-02
Supertaça de Portugal: 2001-02
Manchester United
Premier League: 2006-07, 2007-08 e 2008-09
Liga dos Campeões da UEFA: 2007-2008
Campeonato Mundial de Clubes da FIFA: 2008
Taça de Inglaterra: 2004
Taça da Liga Inglesa: 2006 e 2009
Supertaça Inglesa: 2007 e 2008
Premier League 2007-08: 31 golos - 34 jogos
Liga dos Campeões 2007-08: 8 golos - onze jogos*
Prémios individuais
Segundo Melhor jogador do mundo pela FIFA: 2009 - FIFA[4]
Prémio FIFA Ferenc Puskás: 2009 - FIFA[22]
Melhor jogador do mundo pela FIFA: 2008 - FIFA[4]
Melhor jogador do mundo pela FIFPro: 2008 - FIFPro[3]
Ballon d'Or: 2008 - France Football[5]
Equipa do Euro 2004: UEFA
Equipa do ano da UEFA: 2003-04, 2006-07 e 2007-08-2008-09 - UEFA
Bota de Prata do Mundial de Clubes da FIFA: 2008 - FIFA

@ CURIOSIDADES

A MAQUINA HUNGARA (1954 Suiça)
( Suíça - Jogadores alemães comemoram após baterem a favorita Hungria por 3 a 2, de virada, na final de 1954)

A Hungria dominava o futebol europeu em 1954 e chegou à Copa da Suíça como a grande favorita para o título. O time húngaro era comandado pelo fabuloso Ferenc Puskas e estava invicto havia quatro anos.
A neutralidade mantida pela Suíça na Segunda Guerra Mundial poupou o país da destruição imposta aos outros países pelo conflito.
Assim, a Suíça foi escolhida pela Fifa para sediar o quinto Campeonato Mundial de Futebol.
Trinta e oito países se inscreveram para disputar as eliminatórias - número recorde até então. A Argentina, mais uma vez, resolveu não participar.
Nesta Copa, a grande novidade vinha da Ásia, com a participação do Japão, da Coréia e da China nas eliminatórias. Os coreanos se classificaram para participar da Copa.
A Copa de 54 tinha um regulamento confuso. Os finalistas foram divididos em quatro grupos de quatro, com dois cabeças-de-chave, que não se enfrentariam nas oitavas-de-final. Dois países se classificariam em cada grupo.
O Brasil e a França foram os cabeças-de-chave do grupo 1, que contava ainda com Iugoslávia e México.
No segundo jogo, a seleção brasileira empatou com a Iugoslávia por 1 a 1. O empate classificou os dois times para a fase seguinte.
LEIA MAIS:http://www.campeoesdofutebol.com.br/copa_mundo_historia_1954.html

quinta-feira, 13 de maio de 2010

@ REPORTER DA COPA

TERRY ESCAPA DO CORTE
Se a participação do zagueiro John Terry na Copa do Mundo da FIFA estava em xeque após a pancada que levou no pé direito durante um treino do Chelsea, os torcedores dos Blues e da Inglaterra já podem ficar mais tranquilos.
Nesta quarta-feira, o experiente defensor passou por um exame de radiografia, que revelou que não houve fratura ou uma lesão mais grave no local.
Um dos melhores zagueiros do mundo, Terry, que havia deixado o centro de treinamentos do Chelsea com uma bota de proteção, revelou que foi apenas um susto.

"O exame não mostrou nada. Se não treinar na quinta-feira, treino na sexta. E claro que disputarei a final no sábado", disse o atleta sobre a decisão da Copa da Inglaterra contra o Portsmouth.

Sobre a bota, o zagueirão contou que foi apenas uma medida comum, adotando a cautela."Perto de um jogo importante como esse, era mesmo correto colocar uma proteção no pé e fazer a radiografia", explicou.

@ CANARINHO

DUNGA CONVOCA A SELEÇÃO SEM NOVIDADES
Não houve apelo nacional ou campanha capaz de convencer Dunga. Na tarde desta terça-feira, o técnico da seleção brasileira anunciou os 23 convocados para a Copa do Mundo da África do Sul sem surpresas. Paulo Henrique Ganso e Neymar não foram chamados. A maior novidade foi Grafite no lugar de Adriano. Na decisão do treinador valeu o esforço do grupo formado ao longo de seus três anos e dez meses à frente da seleção. Nas vagas que ainda levantavam dúvidas, foram confirmados Gomes, Doni, Gilberto, Michel Bastos, Thiago Silva, Kleberson, Nilmar e Grafite.

Os Convocados
GOLEIROS
Júlio César (Inter/ITA)
Doni (Roma/ITA)
Gomes (Tottenham/ING)

LATERAIS
Maicon (Inter/ITA)
Daniel Alves (Barcelona/ESP)
Michel Bastos (Lyon/FRA)
Gilberto (Cruzeiro)

ZAGUEIROS
Lúcio (Inter/ITA)
Juan (Roma/ITA)
Luisão (Benfica/POR)
Thiago Silva (Milan/ITA)

VOLANTES
Felipe Melo (Juventus/ITA)
Gilberto Silva (Panathinaikos/GRE)
Josué (Wolfsburg/ALE)
Kleberson (Flamengo)

MEIAS
Kaká (Real/ESP)
Ramires (Benfica/POR)
Elano (Galatasaray/TUR)
Júlio Baptista (Roma/ITA)

ATACANTES
Luís Fabiano (Sevilla/ESP)
Robinho (Santos)
Nilmar (Villarreal/ESP)
Grafite (Wolfsburg/ALE)

sábado, 8 de maio de 2010

@ CLASSICOS DO BRASIL E DO MUNDO

SANTOS X BOTAFOGO

Balanço
São 15 confrontos entre os alvinegros, neste Século XXI. Alcançamos seis vitórias, empatamos o mesmo número de vezes e sofremos três derrotas. Quanto aos gols, dos 47 marcados, a artilharia santista balançou as redes em 27 oportunidades, contra 20 do rival.


Artilheiros
O artilheiro até aqui é Diego com quatro gols, seguido por Dodô, Robert, Tabata e Kleber Pereira com dois gols cada. Depois surgem Pereira, Léo, Rodrigão, Elano, Diego (o que veio do Internacional), Élton, Ricardinho, Geílson, Rogério, Kléber, Wellington Paulista, Reinaldo, Marcos Aurélio, Moraes e Renatinho.
HISTÓRICO GERAL
Este é um confronto dos mais brilhantes do futebol nacional. Basta dizer que são os times de Pelé e Garrincha. Quanto ao número de jogos, são 88 partidas. Levamos ligeira vantagem com 33 vitórias, 25 empates e 30 derrotas. Marcamos 158 gols e sofremos 138, num total de 296 gols

@ GRANDES TIMES DO PASSADO

America-RJ,Campeão dos Campeões 1982
Torneio organizado pela CBF para servir de ensaio para a Copa Brasil. O Flamengo declinou o convite e assim o America, que era o melhor classificado após os escolhidos, foi convidado para preencher a tabela. Sagrou-se campeão vencendo o Guarani na prorrogação, no Maracanã.
Time: Gasperim, Chiquinho, Duílio, Everaldo e Zé Dilson (Sérgio Pinto), Pires, Gilberto e Eloy (João Luís), Serginho, Moreno e Gilson Gênio. Técnico: Dudu.

sábado, 1 de maio de 2010

@ FOTOS QUE MARCARAM


GARRINCHA
A alegria do Povo, principalmente do povo Botafoguense, mais um dia de show no Maracanã, a casa de Garrincha e essa foto mostra o craque concentrado na hora de começar a partida, o adversario pouco importava pra ele, ja que na maioria das vezes ele so sabia contra quem iria jogar minutos antes de entrar em campo

@ CAMPEÕES DO BRASILEIRÃO

INTERNACIONAL, BI CAMPEÃO BRASILEIRO 75/76
No ano de 1976, o Internacional voltou com tudo, e conquistou o Bi-campeonato, com 16pontos a mais que o Corinthians, o Colorado Gaúcho ganhou o direito de decidir o título do Brasileiro no Beira-Rio.
Aos 29 do primeiro tempo Dario peito de aço, (o folclórico Dadá Maravilha) fez 1x 0. Noa segunda etapa, logo aos 12 minutos, Valdomiro, exímio batedor de faltas, fez 2 x 0 e decretou a vitória e a segunda estrela na camisa alvi-rubra
Time base: Manga, claudio Figueroa,Vacaria, Marinho Perez e Falcão
Valdomiro, Jair, Dario Caçapava e Lula.

@ SELEÇÕES NA COPA DE 2010 (AFRICA DO SUL)


AUSTRALIA

Dados da seleção da Austrália
Federação: FAF - Football Federation Australia (Federação Australiana de Futebol) - Até 2005 era ASA - Australian Soccer Association (Associação Australiana de Futebol)
Fundação: 1961
Confederação: AFC - Asian Football Confederation (Confederação Asiática de Futebol) - Até 2005 fazia parte da OFC - Oceania Football Confederation (Confederação de Futebol da Oceania) Site oficial da Associação de Futebol da Austrália - www.footballaustralia.com.au
Afiliada da AFC desde: 2006
Afiliada da FIFA desde: 1963
Código da FIFA: AUS
Seleção da Austrália nas Copas do Mundo
A Seleção australiana participará pela terceira vez da Copa do Mundo de futebol. A seleção de futebol masculino da Austrália é conhecida como Socceroos, que é uma junção das palavras "soccer" (futebol) e "kangaroos" (cangurus). A seleção feminina tem o apelido de Matildas (devido à musica "Waltzing Matilda", canção nacional da Austrália.
Seleção da Austrália na Copa do Mundo de 2010
A Austrália se classificou em 6 de junho de 2009 para a Copa do Mundo de 2010 nas eliminatórias da Ásia. Apesar de a Austrália pertencer a Oceania a Federação Australiana de Futebol faz parte da AFC (Confederação Asiática de Futebol) desde 2006. A seleção australiana foi a primeira no Grupo A das eliminatórias asiáticas. Japão, Bahrein, Catar e Uzbequistão estavam no grupo da Austrália
Seleção da Austrália nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010
Confederação: AFC (Confederação Asiática de Futebol)
Data da classificação para a Copa do Mundo de 2010: 06/06/2009
Colocação: 1º do Grupo A (20 pontos em 8 jogos - 8 vitórias e 2 empates - 12 gols a favor e 1 contra - saldo positivo de 11 gols).
Artilheiro da seleção australiana: Tim Cahill (3 gols).